Método Pilates e combate a dor

Método Pilates e combate a dor

Método Pilates e combate a dor

O Método Pilates baseia-se princípios criados pelo seu criador Joseph Pilates que propõe exercícios de alongamento e fortalecimento de baixo impacto, usando acessórios como bolas, caneleiras entre outros.

Os exercícios de Pilates  podem ser realizados no solo ou nos aparelhos específicos próprios do Método, enfatizando os comandos de respiração correta para cada exercício, contração e ativação dos músculos abdominais, perineais e glúteos (CORE).

Por trabalhar de forma global, e os exercícios serem direcionados às necessidades individuais de cada pessoa, o método se posiciona no mercado da saúde como uma excelente técnica de combate a dor. Várias pessoas já se beneficiam do método no combate a dor de coluna, dor crônica, articular, muscular também pessoas com patologias como fibromialgia e doenças autoimunes.

Mas o Pilates não é só para quem tem algum problema de saúde ele é também excelente na prevenção de doenças, laborais, da gestação,  da idade, ortopédicas e até mesmo neurológicas. Promove qualidade de vida aos seus praticantes.

O método Pilates é um tratamento conservador.

Após avaliação criteriosa, uma ótima anamnese, realização de testes, uso de escalas de avaliação, é que pode-se dizer se o indivíduo  está eleito para tratamento através do método Pilates.

Como qualquer outra atividade física ou de reabilitação existem contra-indicações parciais ou totais, sendo que em sua maioria as contradições são parciais evitando-se apenas alguns exercícios e posturas para aquele paciente, e monitorando seus sinais vitais durante à prática dos exercícios de Pilates.

Tudo isso para oferecer uma ótima terapia de combate à dor.

A prescrição dos exercícios de Pilates irá respeitar as limitações do paciente e os objetivos terapêuticos traçados pelo fisioterapeuta.

A frequência e a duração do tratamento vai variar de acordo com as restrições que o paciente apresenta. Porém em média para obter resultados significativos, os exercícios são realizados de duas a três vezes na semana com duração de quarenta minutos a uma hora.

A maioria dos praticantes do método Pilates obtém resultados excelentes em 12 semanas.

Diversos estudos comprovam a eficiência e eficácia do método Pilates na redução da dor.

É importante o fisioterapeuta registrar e mensurar os resultados obtidos com cada paciente para dar feedback a ele e estimulá- lo a ter disciplina e foco durante o tratamento para ter sucesso.

Acesse a página da Mais Fisio e saiba sobre nossas especialidades

Saiba mais no site do INTO

Viviane Ribeiro.

Deixe uma resposta

Fechar Menu